jusbrasil.com.br
14 de Dezembro de 2018
    Adicione tópicos

    Queda do preço de imóveis antecipa ascensão do setor imobiliário

    Areal Pires Advogados Associados, Advogado
    há 11 meses


    Especialistas esperam imóveis com valores baixos no Rio para que mercado se estabilize e volte a crescer em 2019

    Neste ano, a expectativa é que o mercado imobiliário brasileiro volte a crescer graças à melhora do cenário macroeconômico e a retomada no crédito para o setor. Por conta disso, pelo menos no Rio de Janeiro – cidade com metro quadrado mais caro do país –, especialistas esperam que 2018 seja um período de valores bem abaixo para que se chegue à meta de estabilidade em vendas e preço.

    Buscando a rápida recuperação e reduzir as unidades em estoque, empresas do mercado imobiliário carioca adotaram estratégias como oferecimento de descontos de dois dígitos, apartamentos mobiliados e até mesmo carro zero quilômetro como prêmio no ato da compra. O excesso de oferta concentrado em certos bairros também acelerou a queda no preço, como é o caso de Niterói, na Região Metropolitana, que teve recuo de 3,34% no preço do metro quadrado em 2017.

    Até mesmo na Zona Sul, região onde o metro quadrado é mais caro, o preço caiu. No Leblon, o valor atingiu R$ 23.310 em 2014. Após reduções ano a ano, chegou a R$ 20.757 em dezembro de 2017.

    Apesar do panorama geral e indicadores da economia, a reação do mercado ainda é tratada com atenção por muitos especialistas, principalmente por conta do grande volume de imóveis em estoque no Rio e a falta de confiança do consumidor em fechar negócios durante a crise.

    Fonte: vejario.abril.com.br

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)